Entrevista Especial
Nelson Araújo
Ano 6 - Edição 28 - Set/Out de 2014

IPESA publica metodologia de formação de cooperativa de catadores

Publicado em 22 de Janeiro 2014

IPESA publica metodologia de formação de cooperativa de catadores

Instituto de Projetos e Pesquisas Socioambientais publica seu método de formação e capacitação de cooperativas de catadores que promove a inclusão social e transmite conhecimento técnico aos gestores públicos.

O IPESA é uma ONG que realiza projetos voltados à preservação e ao uso equilibrado do meio ambiente aliados à inclusão social. www.ipesa.org.br

O Instituto de Projetos e Pesquisas Socioambientais - IPESA lançou no mês de setembro o livro “Do Lixo à Cidadania: Guia para a Formação de Cooperativas de Catadores de Materiais Recicláveis”, que apresenta a metodologia de formação de cooperativas de catadores desenvolvida e implementada nos últimos oito anos pelo Instituto.

Ao compartilhar as experiências e os bons resultados obtidos em municípios paulistas, a ONG espera que todos os envolvidos na gestão e formação de cooperativas de catadores também possam implementar melhores projetos e soluções na gestão dos resíduos.

O livro destina-se a gestores municipais, organizações da sociedade civil, associações, incubadoras, universidades, pesquisadores, empreendedores sociais, empresários e demais entidades apoiadoras, além, é claro, das próprias organizações de catadores. Os capítulos abordam diferentes vozes na construção do conhecimento sobre um dos assuntos mais destacados na sustentabilidade planetária: o lixo, e o que fazer com ele.

A inclusão socioprodutiva de catadores de materiais recicláveis é um desafio da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS, Lei nº 12.305/10), em que os municípios tem a obrigação de prover a infraestrutura para sua correta destinação; as empresas, a responsabilidade de apoiar a reciclagem de materiais gerados na pré e na pós-produção; e os cidadãos, a responsabilidade de consumir conscientemente e dar a destinação correta às embalagens dos produtos adquiridos. Somente com a organização desses trabalhadores dos materiais recicláveis, em diálogo permanente com a iniciativa privada e o poder público, é possível fazer cumprir em todos os municípios a meta da boa gestão dos resíduos.

Escrito em parceria com a Editora Peirópolis, patrocinado pela Natura e Ambev (pelo Programa Ambev Recicla), e com o apoio do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis, a publicação do IPESA, que funciona como um guia, traz relatos e exemplos práticos dos 8 anos de experiência e importantes contribuições sobre como os municípios podem mobilizar estes agentes e desenvolver sistemas de coleta seletiva com inclusão de catadores organizados.

A tiragem de 10.000 exemplares será destinada a cada um dos 5.565 municípios do território nacional gratuitamente, com o intuito de estimular os mesmos a desenvolverem sistemas de coleta seletiva com inclusão e contratação de organizações de catadores. Além da versão impressa, os interessados poderão acessar a publicação e diversos outros conteúdos no hotsite da publicação (www.dolixoacidadania.org.br).

A intervenção do IPESA deve ser encarada como uma ferramenta de percepção e integração do grupo de catadores, buscando mudar a visão assistencialista que muitos têm desse tipo de proposta para que possam se tornar independentes. É importante que o catador entenda seu papel ativo como sensibilizador da população, o que contribui para elevar a sua autoestima, passando a se ver na condição de “quem tem a ensinar”, e não apenas de “quem tem a aprender”.

Edições Anteriores
Conheça todas as edições anteriores
da revista viverde.

Cadastre-se

Para receber nossa newsletter, cadastre seu email no campo abaixo.

Apoio